Contato

Gestão de compras: 5 melhores práticas que a sua confecção precisa adotar

Nem mais, nem menos — esse poderia ser o lema da gestão de compras. Afinal, na indústria de confecção, da mesma forma que não pode faltar matéria-prima para alimentar a produção, também é importante não ter excedentes que implicam na aplicação de capital com materiais que não serão utilizados.

Mas como fazer a gestão de compras de forma eficiente, garantindo práticas que viabilizam a continuidade da produção sem que a empresa precise arcar com os custos da compra de excedentes? 

Se você também tem essas dúvidas, chegou ao post certo! Hoje vamos falar sobre 5 práticas que sua confecção precisa adotar para ter uma gestão de compras mais eficiente. Vamos começar?

 

1. Encare a gestão de compras de forma profissional

Estima-se que uma empresa gaste em média de 50% a 80% de sua receita bruta em compras. Esse é um percentual muito alto para que essa atividade seja direcionada de forma amadora, pois compromete muito do capital investido. 

No setor de moda, o impacto desse percentual pode ser ainda maior. Se considerarmos que grande parte das confecções segue um ciclo sazonal, isso significa que os materiais de uma estação, dificilmente, serão aproveitados depois que ela passar. Esse desperdício acarreta prejuízos para sua empresa e afeta diretamente a saúde de seu fluxo de caixa.

Portanto, a gestão de compras é uma rotina que não pode ser negligenciada. Ela precisa ser vista como parte fundamental para o sucesso do negócio e ser administrada de forma profissional e estratégica. 

2. Conheça os insumos que precisa comprar

Existem métodos para saber “o quanto” comprar, e nós vamos falar deles nos próximos tópicos. Porém, o gestor precisa saber também “quando” e, principalmente, “o que” comprar.

Um bom trabalho de pesquisa permite que ele conheça os produtos e materiais. Desta forma, ele identifica os que atendem às necessidades da produção, considerando sazonalidades e encontra alternativas similares, na época certa e com custos reduzidos. 

3. Analise a rotatividade dos produtos

O mercado de moda segue tendências definidas. Por isso, pode ser que determinadas peças não tenham muita demanda e fiquem paradas no estoque por um período mais longo, tornando o retorno do investimento muito lento. 

Por isso, o gestor precisa ficar atento à análise da rotatividade dos produtos. Isso vai permitir que ele elimine da produção os itens com pouca demanda e os substitua por mercadorias de giro médio superior, que são vendidos rapidamente e não comprometam o capital na aquisição de materiais. 

4. Tenha um bom controle de estoque 

Esse é um item fundamental para fazer a boa gestão de compras. É impossível sincronizar prazos para encomendas a fornecedores, recebimento de mercadorias, produção e entregas sem um controle rigoroso.  

Ter um registro preciso de tudo que entra e sai do estoque e integrar essa informação às outras áreas relacionadas ao fluxo de remessa de mercadorias, controle de pedidos, faturamento, giro médio de produtos e ritmo de produção é uma medida essencial para coordenar encomendas e seus prazos, evitando interrupções na fabricação. 

5. Conte com ferramentas tecnológicas 

No entanto, fazer esse controle de estoque, integrá-lo às informações que mencionamos e analisar o giro médio dos produtos exige cruzamento de informações. Para isso o gestor ou responsável por essas funções precisa de muito tempo.  

Além disso, esse cruzamento de dados deve ser preciso, pois erros ocasionariam falhas em todo o processo, podendo acarretar desde atrasos na realização de encomendas até em pedidos indevidos com consequências financeiras desastrosas.

Por isso, a utilização de um ERP para confecções é uma medida essencial para profissionalizar a gestão de uma empresa de moda. Com ele, todas essas etapas do processo produtivo são automatizadas, gerando dados confiáveis praticamente em tempo real.

A combinação desses dados fornece relatórios que permitem a tomada de decisão precisa a respeito das compras que devem ser efetuadas, garantindo o abastecimento dos materiais certos e nas quantidades necessárias para viabilizar a produção e a pontualidade nas entregas

O gestor pode colocar essas funções de controle e previsão de compras no piloto automático e utilizar seu tempo para se concentrar em novos projetos e lançamentos. 

Entendeu como a gestão de compras é essencial para garantir a lucratividade da empresa? Quer saber mais sobre Baixe nosso Guia completo da Gestão de Estoque e conheça os 7 passos essenciais para uma gestão de estoque eficiente! 

Compartilhar

Fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *