Contato

Planejamento financeiro empresarial: saiba como fazê-lo funcionar

Sem capital, fica difícil tirar uma ideia do papel e transformá-la em um negócio de sucesso. Assim como nas finanças pessoais, o planejamento financeiro empresarial deve fazer parte da rotina das empresas. Quanto mais informações, controle, organização e planejamento, maiores serão as chances de antever percalços que possam levar ao fracasso.

Não importa a etapa do negócio na qual o empreendedor esteja: se a gestão financeira não for eficiente, a empresa corre sério risco de tombar pelo caminho. Por isso, controlar o fluxo de caixa, desenvolver planos de ação, estimar recursos, projetar cenários e identificar possíveis riscos e cortes de gastos supérfluos podem fazer toda a diferença para a empresa deslanchar.

No post de hoje, vamos apresentar 4 itens essenciais que devem ser levados em consideração na hora de elaborar um bom planejamento financeiro empresarial. Acompanhe!

Analise a situação econômica

Um planejamento financeiro empresarial se torna inviável quando o empreendedor não conhece profundamente a situação econômica da sua empresa na hora de realizá-lo.

É essencial saber exatamente o posicionamento de mercado da empresa antes de estabelecer qualquer tipo de ação futura. Busque informações que possam refletir os pontos positivos e negativos da empresa diante da concorrência, o tempo de mercado, o tipo de produto/serviço oferecido, qual o público-alvo, o impacto da macroeconomia no negócio e todos os elementos que impactarão o bom andamento do planejamento.

Além disso, aspectos internos devem ser avaliados, como a relação com fornecedores e a possibilidade de negociação para melhores preços. Considere também elementos que possam refletir um possível aumento ou redução da sua precificação, como gastos de estoque, despesas operacionais, entre outros.

Identifique possíveis riscos

Antes de realizar qualquer corte ou redução de gastos, é preciso uma análise minuciosa do impacto desta ação no processo de produção e na qualidade. Atente-se ao fato de que o corte de gastos deve ser realizado com cautela, de forma que não prejudique o nível de satisfação do cliente e, tampouco, a eficiência produtiva.

Por meio do planejamento financeiro empresarial é possível diminuir ou mesmo eliminar gastos desnecessários. Mesmo que certas despesas possam parecer essenciais, sempre é possível analisar e reduzir custos ao fazer um bom planejamento.

Ao planejar é possível diagnosticar os processos e detectar o que realmente pode ser cortado, ou seja,otimizar o uso dos recursos disponíveis, facilitando o controle financeiro do que realmente é importante para o negócio.

Administre corretamente o fluxo de caixa

Uma má gestão do fluxo de caixa já é um indicativo de que você pode cair nos primeiros erros da gestão financeira. Seja calculando de maneira errada o quanto de receita entrou no caixa, seja subestimando os gastos, uma administração errônea do fluxo das finanças pode levar a sérios prejuízos e, na pior das hipóteses, interromper o funcionamento do seu negócio.

Com uma administração correta do fluxo de caixa o gestor pode identificar possíveis problemas no orçamento, corrigindo-os ainda durante o processo de execução do planejamento financeiro empresarial, evitando situações irreversíveis na saúde do negócio.

A adoção de um sistema de gestão financeira pode ser muito útil para ajudar a controlar e a organizar as informações financeiras e contábeis da empresa. Consequentemente, sua utilização ajudará no desenvolvimento de um planejamento financeiro empresarial mais eficiente.

Adote um sistema de gestão para planejamento financeiro empresarial

A implementação de um sistema de gestão financeira ajuda a visualizar a real situação da companhia, principalmente com a integração de todas as áreas da empresa e a centralização das informações num único lugar. Com isso, é possível gerar relatórios que permitam mapear a origem, a aplicação e a movimentação do capital corporativo.

É importante o gestor adotar ferramentas que ofereçam uma visão transparente do orçamento, sem levar a erros e falhas. Muitos empreendedores, por não terem uma boa base de informações e por não realizarem projeções, acabam estagnando o crescimento do próprio negócio. É importante que todas as etapas do planejamento sejam acompanhadas e verificadas a fim de que, de fato, tudo esteja sendo cumprido.

Ter todos os números da empresa atualizados é a base para a elaboração de um bom planejamento financeiro empresarial.

E então, já sabe como fazer um bom planejamento financeiro empresarial? Compartilhe suas ideias ou dúvidas conosco!

Compartilhar

Fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *