Contato

Saiba como a tecnologia pode facilitar a integração entre os setores da sua confecção

Criação, compras, produção, qualidade, marketing, venda, faturamento: a administração de um negócio no ramo de moda envolve esses e muitos outras competências. Por isso, a comunicação entre os setores da confecção é essencial não só para otimizar os processos, mas também para garantir que os gestores  de cada departamento tenham todas as informações necessárias para acertar em suas decisões. 

Quer entender como a tecnologia pode facilitar essa integração? Então leia esse post e descubra como determinadas ferramentas são fundamentais para garantir o compartilhamento de dados e promover o sucesso do seu negócio! 

 

ERP 

Nos últimos anos, os sistemas de ERP se tornaram muito comuns em todos os segmentos de mercado. São softwares complexos que conseguem integrar as diferentes áreas de uma empresa e automatizar todos os processos de um negócio. 

Com eles, é possível conectar as informações de diferentes departamentos — como o financeiro, controladoria, gestão de estoques, produção, logística e vendas — de forma a automatizar procedimentos e criar integrações balanceadas que fornecem alto grau de integração entre as áreas, facilitam a tomada de decisão e possibilitam pessoas executarem suas atividades com alto nível de serviços, produtividade e baixos custos. 

Porém, o setor de moda precisa ficar atento: em vez de contratar um sistema genérico que apenas substitui planilhas e controles manuais, os empresários podem se beneficiar de ERPs que atendam necessidades típicas do mercado fashion. Quer um exemplo? 

Com um ERP Verup, uma confecção tem todos os recursos necessários para controlar o processo de fabricação, seja ele interno ou externo. Fica muito mais fácil gerenciar envios e retornos de todas as fases e ter a segurança necessária para gerar pagamentos às oficinas terceirizadas que executaram os serviços.

Essa é apenas uma das vantagens que uma confecção não encontraria em um software genérico oferecido no mercado. 

Ficha técnica

Quer outro exemplo de necessidade típica dos empreendimentos do universo da moda e a forma como eles podem ser otimizados pela tecnologia? Então vamos falar da ficha técnica. 

Desconhecida em outros setores (ou utilizada com outro significado), a ficha técnica de produção traz uma descrição detalhada para a produção, especificando os tipos de tecidos, aviamentos, botões, zíperes e outros materiais que serão utilizados na produção das peças de uma coleção.

Até aí não há qualquer novidade para quem já é do setor, pois esse é o procedimento utilizado por muitas confecções. O grande diferencial é que, com a tecnologia atual, um ERP consegue compilar as informações e dados do sistema para calcular o número exato de peças necessárias para a produção de toda uma coleção. 

Com esses dados, seu sistema de gestão fará toda a estimativa que sinalizará:

  • a quantidade necessária de materiais para a produção da coleção; 
  • o custo final dos produtos;
  • o preço de venda e a margem de lucro possível dentro da realidade de mercado atual;
  • a quantidade de peças que deve ser produzida de cada tamanho, baseada na análise do estoque e seu giro. 

Business intelligence

E não se trata apenas do calcular e sinalizar a quantidade necessária de materiais para produzir peças já planejadas. A tecnologia permite “prever o futuro”, simplesmente, analisando dados integrados dentro os setores da sua confecção. Quer entender como? 

Normalmente, o lançamento de uma coleção envolve um certo risco. A empresa não sabe exatamente qual será a aceitação do público e o sucesso daquelas peças. O Business Intelligence (BI) minimiza esse risco uma vez que apresenta uma série de relatórios de performance de sua empresa, evidencia eventuais gargalos e permite ter um panorama da situação de seu negócio. 

O BI consegue conciliar as informações reunidas pelo seu ERP — giro de estoque, peças que tiveram maior ou menor saída — com aquelas que ele recebe do mercado, como as tendências atuais e o comportamento de compra do seu consumidor. 

Com esses dados, o BI é capaz de apontar tendências e dizer ao gestor exatamente o que o cliente deseja consumir. Com essas informações, é possível produzir uma coleção de acordo com essas expectativas e garantir o sucesso dos produtos diante do mercado. 

Entendeu como a tecnologia contribui para a comunicação entre os setores da confecção? Viu como essa interação otimizada pode ser muito lucrativa? Quer saber mais?

Então não perca tempo: entre em contato com a Verup agora mesmo e descubra nossa solução de Business Intelligence para alavancar seu negócio! 

Compartilhar

Fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *