A SUA PLATAFORMA DE GESTÃO
CENTRAL DE RELACIONAMENTO
+55 11 4613-5700

Blog Verup

Transparência está no DNA da Verup

Em Quarta, 27 Agosto 2014 10:40

Contratos da Verup não têm entrelinhas, letras minúsculas nem cláusulas "secretas"

É um fato corriqueiro clientes de concorrente receberem faturas inesperadas. Quando isso ocorre, a única alternativa é fazer o pagamento do boleto, sob risco de ver o título ser protestado, já que essas cobranças estão, mesmo que de forma intrínseca, descritas no contrato de prestação de serviço. Em geral, nesses casos, são cláusulas com meios tergiversos, ou seja, é preciso de uma lupa e de um bom advogado para entender e "decifrar" o que está escrito.

As empresas têm uma série de procedimentos administrativos para emitir uma nota fiscal eletrônica. Após a geração da NF-e pelo ERP, o faturista acessa o emissor padrão da Secretaria da Fazenda, faz a importação e os trâmites de validação para o web service, até receber a autorização da Sefaz. Quando há um erro de informação, por exemplo, a correção só é feita após a rejeição do documento, o que ocasiona em perda de tempo.

O setor de franquias é um dos que mais crescem no Brasil. Dados da Associação Brasileira de Franchising - ABF apontam que, entre 2003 e 2013, o faturamento do segmento passou de R$ 29,04 bilhões para R$ 115,58 bilhões. Uma explicação para essa progressão é o aquecimento da economia na última década, além de o modelo de negócios proporcionar um crescimento bem maior que o PIB. Em 2013, as redes de franquias subiram 11,9%, enquanto o Produto Interno Bruto do país cresceu 2,3%.

Entre os motivos que levam novos empresários a abrir uma franquia estão a segurança, a padronização das operações e o fato de o dono "não se sentir sozinho".

Mudanças na legislação brasileira são corriqueiras e costumam gerar ansiedade, nervosismo e dúvidas quanto aos sistemas que deverão ser implantados.

Até novembro de 2014, os varejistas de São Paulo precisarão estar aptos às alterações nas emissões de notas fiscais: no lugar dos atuais cupons fiscais (ECF), entram o Sistema de Autenticação e Transmissão (SAT) e a Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e).

Ao todo, serão 900 mil empresas paulistas que precisarão se adequar às novas regras e alterar seus sistemas de impressão.

Até o final de 2014, 900 mil varejistas e comerciantes de São Paulo precisarão se adequar às regras que preveem um novo mecanismo de emissão dos cupons fiscais. 

Busca