fbpx

4 dicas para construir uma estratégia de vendas B2C eficaz

O momento econômico e político do país é de incertezas, e a maioria das empresas precisam, mais do que nunca, adotar estratégias de corte de gastos para sobreviver no mercado. E qual é o primeiro centro de custo a ser reduzido neste momento? Ele mesmo, o comercial.

Mas você já parou para pensar que este pode ser o momento propício para investir na sua estratégia de vendas e se diferenciar no mercado? Afinal, enquanto os concorrentes se retraem esperando a crise passar, os consumidores ficam mais suscetíveis a uma abordagem assertiva e qualificada.

No artigo de hoje, você verá 4 dicas de como construir uma estratégia de vendas B2C, ou seja, focada no seu consumidor final. Confira como fazer isso de forma eficaz:

1. Conheça seu cliente

Antes de qualquer ação de Go to Market, um plano de vendas eficiente começa por estudar o comportamento e as preferências do cliente. É essencial que seu produto e sua estratégia de comunicação transmitam valor para o cliente.

O marketing digital, por exemplo, nos oferece ferramentas de mídia e CRM que podem trazer muitos insights sobre seu comportamento. Fidelizar um cliente é muito mais barato do que conseguir um cliente novo, mas para isso, é fundamental conhecê-lo é o primeiro.

2. Analise seu concorrente

Uma boa estratégia de vendas também proporciona uma compreensão do posicionamento dos seus concorrentes. Ao entrar em um mercado novo ou definir um posicionamento diferente, é essencial conhecer os cases de sucesso e fracasso que possam balizar sua estratégia.

Um ambiente saturado, com concorrentes atuando de forma semelhante, pode ser perfeito para adotar uma estratégia de diferenciação, por exemplo. Já quando se tem poucos concorrentes e a sua empresa tem uma parcela muito pequena do mercado, seguir o líder pode ser mais eficaz. De qualquer forma, no universo corporativo, assim como na política, informação é poder!

3. Estabeleça boas metas

Quando o assunto é “boas metas”, é comum vermos o comercial pensar em uma meta fácil de ser batida, enquanto o financeiro pensa em uma praticamente impossível. Em algum lugar no meio dessas duas, porém, existe o ideal para sua empresa.

Uma boa meta deve ser desafiadora, levando a superação dos resultados, mas não impossível de ser atingida. Existe um truque bem simples para se construir uma boa meta, que é a utilização da sigla SMART. Veja:

Specific (específico): não pode haver margem para dúvidas sobre qual é o objeto da meta.

Measurable (mensurável): a meta deve ser baseada em indicadores que você tenha a capacidade de medir.

Attainable (atingível): você tem que ser capaz de atingir os objetivos.

Relevant (relevante): não estipule metas de indicadores que não são relevantes para o resultado.

Time (tempo): estabeleça um período para a meta ser atingida, ou irá perder o foco.

4. Dica bônus: organize a casa

Estratégias de vendas são essenciais para acelerar o ritmo das coisas na sua empresa, ainda mais em momentos de crise. Mas de nada adianta você fazer tudo certo na estratégia, olhando para o mercado, para o cliente e para os concorrentes, mas sendo engolido pelos seus próprios processos internos.

Vender e não conseguir entregar o produto, por exemplo, pode ser um belo tiro no pé e prejudicar a imagem da sua empresa.

O mercado oferece várias soluções de melhoria de gestão focadas nas necessidade do seu negócio que podem auxiliá-lo a chegar no mercado; Afinal, atuar de forma organizada e bem preparada é fundamental para causar uma boa (e duradoura) impressão. Por isso, não hesite em contar com um software completo de gestão focado exatamente no seu negócio!

Se você gostou das nossas dicas, curta a nossa página no Facebook e fique ligado em tudo que compartilhamos por lá!

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ