fbpx

Business Intelligence: Saiba quais são as vantagens dessa tecnologia para sua confecção

O Business Intelligence (BI), em tradução livre, significa “inteligência empresarial”, e o seu conceito aborda todos os processos que envolvem a coleta, a organização, o monitoramento, a análise e o compartilhamento de informações sobre um determinado negócio.

O termo surgiu em 1990 e foi usado pela primeira vez pela empresa de consultoria americana Gartner Group. Foi empregado em um contexto genérico que abarcava todas as técnicas, ferramentas, aplicações e práticas que auxiliavam na transformação de dados em informações usadas para melhorar e otimizar as decisões da uma empresa.

Nesse contexto, o uso dessa tecnologia para empresas de varejo, atacado, confecções ou marcas contribui para a gestão de informações sobre pedidos, ciclos de produção, níveis de estoque, remessas, ciclos de vendas, entregas, devoluções, controle de qualidade etc.

Por meio dos dados extraídos de um BI, as confecções podem interpretar o que eles significam de forma detalhada, visualizar novas oportunidades de negócios e criar estratégias a longo prazo para melhorar a competitividade no mercado.

Quer saber mais sobre os benefícios de um BI para a sua empresa? Confira algumas dicas valiosas que reunimos aqui!

 

Como funciona?

É importante destacar que o Business Intelligence não é simplesmente um grande relatório. Ele funciona a partir de um dashboard — painel de visualização de alto nível organizacional — que permite ao usuário uma infinidade de visualizações de informações e resultados que podem ser obtidos a partir do cruzamento de dados em tempo real.

A aplicação de técnicas é automatizada, mas demanda da capacidade humana para analisar e interpretar a informação acessível, que resulta das principais atividades da empresa. O BI é essencial para melhorar o cenário do negócio e nortear os melhores caminhos a se seguir.

O BI integra diferentes sistemas de gestão da organização e concentra as informações em um Data Warehouse. Entre os sistemas mais usados estão o Enterprise Resource Planning (ERP), o Customer Relationship Management (CRM) e o Business Process Management (BPM).

Mesmo vindo de diferentes sistemas, essas métricas podem ser acessadas em conjunto, facilitando a criação de indicadores empresarias. No caso das confecções e do comércio, os principais dados reunidos no dashboard são sobre vendas no atacado e no varejo, custos e despesas, produção, estoques, franquias, pronta-entregas, clientes, entre outros.

Por ser um conjunto de ferramentas de gestão, o BI deve ser usado principalmente por profissionais que têm o poder de tomar decisões estratégicas.

Para que o funcionamento do BI seja efetivo, o uso das ferramentas é mais indicado para os gestores e os diretores comerciais e não para os gerentes de lojas ou funcionários operacionais do varejo e das linhas de produção. A ideia é que a pessoa certa receba a informação adequada para tomar decisões no momento mais favorável para o negócio.

Por que uma confecção precisa de um BI?

O mercado da moda, seja na fase de produção ou já no comércio propriamente dito, é norteado por uma grade de produtos — ou seja, referências sobre a cor, o tamanho, o tipo das mercadorias. Mas um BI não vai demonstrar a grade de produtos para a sua empresa: esses dados serão encontrados em um ERP.

Isso acontece porque o BI não se resume às informações sobre o volume de peças vendidas ou sobre a amostragem financeira de vendas de uma cidade em um determinado ano. Na verdade, o Business Intelligence oferece informações que vão muito além da simplicidade de informações isoladas.

Essa tecnologia permite captar as informações sobre tudo o que está ou não funcionando bem na empresa: o BI é imprescindível para ajudar gestores e diretores comerciais a detectar gargalos, informações contraditórias ou mesmo os dados que não fecham de maneira lógica no negócio.

A partir das informações coletadas no Business Intelligence, é possível buscar soluções para processos interrompidos e falhos, resultados negativos ou análises de itens sem conformidade.

Para as confecções e empresas do varejo, o BI traz uma visão individualizada das lojas: ele pode, por exemplo, reunir informações sobre cada ponto de venda e sobre seus níveis de estoque e vendas. Isso permite que o gestor interprete os dados e estabeleça quanto será possível faturar em uma unidade específica, ou entenda ainda porque não conseguiu atingir a meta do faturamento em tal ponto de venda.

O BI permite também o estabelecimento de vários parâmetros de comparações entre as datas comemorativas do comércio de um ano para o outro, ou mesmo entre as coleções de cada estação do ano.

Portanto, vale destacar que o BI traz as respostas às situações que ainda estão sem resposta, e nem sempre mostra a realidade que a empresa quer ver. O BI apresenta um resultado demonstrativo, uma espécie de “raio-X” da empresa no instante do acesso.

Embora os confeccionistas e os profissionais da moda e do varejo tenham um feeling — que muitas vezes é assertivo — para o mercado, o BI propicia um caminho ainda mais claro sobre o que produzir e quais mercadorias priorizar em cada coleção, por exemplo.

Por que direcionar profissionais de alto nível de decisão para o BI?

O BI deve ser usado por profissionais de alto nível de decisão dentro da empresa. Antes de tudo, essa pessoa ou equipe deve ter profundo conhecimento sobre os dados do negócio. 

O Business Intelligence pode ser acessado de qualquer dispositivo, inclusive tablets e celulares, a qualquer hora e de qualquer lugar. Ele possibilita ainda a autonomia dos gestores para acessar todos os dados que precisam com urgência, sem nem mesmo precisar entrar em contato com o time de TI. O monitoramento no BI também pode ser constante, o que permite a tomada de decisões estratégicas e de forma rápida.

A adoção do BI permite aos gestores e diretores justificar as decisões empresariais e direcionar seu feeling para o negócio. Com o uso dessa importante ferramenta estratégica, o tempo é otimizado, não sendo mais gasto na coleta de informações, mas sim na interpretação do cenário do negócio e no planejamento de ações pontuais.

O BI permite que você explore as informações de sua empresa de forma dinâmica e inteligente. Saiba como estão suas vendas no atacado ou no varejo, em seus pontos de venda ou praças de atuação, acompanhe o fluxo de pagamentos e recebimentos, provisione suas compras, planeje melhor a sua produção, remessas e entregas. 

Como você viu, o BI é um excelente investimento, pois além de proporcionar praticidade e otimização de processos, ele possibilita acesso aos seus dados de forma online e segura. Sua implementação é simples e rápida: O acesso é feito via navegador e não há necessidade de instalações, basta que a empresa seja cliente do Audience ERP.

Para entender com detalhes como funciona o BI para uma empresa de moda, confira o infográfico abaixo:

BI o que é e como funciona

Interessou-se por essa solução? A VerUP conta com possibilidades ilimitadas para decisões mais seguras! Agende gratuitamente uma demonstração personalizada e entenda como o VerUP BI pode ajudar no controle de sua empresa.

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ